Reflexão de Final de Ano

Faz 2 anos que iniciei uma vida mais simplificada e reflexiva. Eu gosto de fechar o ano com uma reflexão sobre o meu ano que está acabando. Acho que é para aprofundar o aprendizado que eu fiz e isso me faz mais capaz de apreciar o poder de um ano. 

Algumas pessoas preferem que o ano acabe rapidamente, para chegar ano novo e "reiniciar suas vidas", sendo que ainda há o que aprender e fazer muitas coisas boas no atual.

Refleti um pouco no meu último ano neste post , mas antes disso, passei cerca de uma hora de escrever uma entrada de diário em 2015.

Foi uma grande prática. Para refletir muito sobre o ano, eu tinha que lembrar de tudo sobre o ano. 

Alguns grandes acontecimentos para mim este ano:

Viagem para Belém-PA - Talvez seja a melhor forma para minha familiar relaxar. Viver esses momentos, em lugares desconhecidos, descobrindo novas paisagens, gostos, experiencias, etc. É muito bom poder presenciar o sorriso de quem amamos. Sair um pouco da realidade, com responsabilidade é claro (não podemos esquecer dos problemas e das pendencias), é uma ótima maneira de refletir e curtir o momento presente.

Lugar na Hackthon - Hackday -  Hackathon significa maratona de programação. O termo resulta de uma combinação das palavras inglesas “hack” (programar de forma excepcional) e “marathon” (maratona). Aqui nasceu minha primeira Startup, a "PAGUEI!", uma ideia para um futuro aplicativo financeiro. Foram 3 dias de desenvolvimento, Brainstorming, trabalho em equipe e competitividade. Nunca aprendi tanto em 3 dias, nunca bebi tanto café também, a garrafa era esvaziada e completada novamente de 30 em 30 minutos. Esse foi um marco na minha vida, percebi que programar é um novo hábito em minha vida, e melhor ainda é ser desafiado pelos problemas do cotidiano e propor soluções criativas e inovadoras.

50% da graduação - É muito prazeroso chegar na metade do curso (faço sistemas de informação), olhar para trás e perceber que você absorveu 90% de todo conhecimento ministrado pelos professores (Os outros 10% foi a cadeira de metodologia). Que venha os demais períodos, estou como sede desse conhecimento e quero repassar esse conhecimento.

4º Minha irmã está falando demais - E isso é muito bom, é maravilhoso! Para quem não sabe, a Carol tem síndrome de down. Para alguns isso é um empecilho na vida, para mim, é uma oportunidade de viver a vida mais intensamente, com mais carinho, compaixão e amor no olhar de quem ver a vida de forma tão pura e simplificada. Sim, carinho, compaixão e amor, são palavras chaves para minha irmã. Do começo do ano até o momento atual, ela aprendeu muito, desde ler, se expressar melhor, dialogar melhor e escrever que é seu grande desafio. E se tem algo que aprendi com ela, foi que apesar das dificuldades, ela nunca deixou de sorrir.

Encontrei um amor - A vida me surpreendeu em 2016. "Deus, com certeza tem mão do senhor nessa historia". Bom, estou vivendo um ótimo relacionamento, é a primeira vez que termino o ano com alguém e a sensação é ótima. Sei que estou feliz e que me sinto no lugar onde eu deveria estar, ao lado dela. Uma das melhores escolhas que fiz foi pedi-la em namoro. 

Ganhei uma segunda família - Confesso que a vergonha cedeu lugar para o carinho. O dia em que visitei a casa da minha namorada, conheci minha segunda família. Meu mais sincero agradecimento a Dona Katia que me tratou tão bem. Amo seu pudim! 
Quero poder manter uma relação reciproca tratando-os da melhor forma, afinal, É minha nova família. Sentir-se acolhido é incrível, pude sentir o ar de felicidade e bem estar naquela casa. 

Comecei a estagiar - Enfim, trabalhar e ganhar experiencia é muito bom. Receber o investimento do seu esforço também é ótimo. A melhor parte do meu trabalho é ter uma equipe incrível no meu cotidiano, somando e agregando valor. Os desafios surgem repentinamente e sempre oferecemos o melhor. Agradeço também a todos vocês.


Projeto pratico - A melhor forma de colocar em pratica o que venho aprendendo na graduação. O bom é que tive uma equipe maravilhosa também para desenvolver. Essa é uma disciplina do curso, onde uma problemática é proposta as equipes e temos um espaço de tempo para encontrar e desenvolver a solução. Desta vez, o desafio foi automatizar todo o processo do sistema manual de apoio ao discente da instituição. A parte que eu mais gosto foi a que menos participei, da programação, hehe, acho que fiquei feliz como analista de sistemas kk.


Esta prática me ajudou a ver o que eu fiz ao longo do último ano, e o que me surpreende. Eu nunca teria imaginado que eu teria feito tudo isso, sendo que resumi aqui, eu não planejei isso.

Eu também pude ser capaz de ver como eu mudei ao longo do ano. Em pequenos passos, eu me tornei uma pessoa diferente. O Marcos de um ano atrás gostaria de ser meu amigo, eu acho.

Eu recomendo esta prática no final do ano, como uma maneira de fechar o ano e dizer adeus a tudo o que você passou. Apreciar o que foi bom e arquivar o que foi ruim.



Nenhum comentário:

Postar um comentário