O caminho da coragem


Quanto mais eu estudo e trabalho com pessoas que estão lutando com hábitos ou problemas da vida, mais eu vejo como os medos estão segurando-os.
Medos impedem a construção de hábitos saudáveis ​​e produtivas. Medos nos levam a adiar tarefas, impede de encontrarmos trabalho, os quais achamos significativo (ou de fazer esse trabalho, se nós o encontrarmos). O medo impede de encontrar amigos e  de conectar com as pessoas em um nível mais profundo.  O medo inibe a capacidade ser feliz a cada momento.
Subjacente a todos esses medos, alguns são medos fundamentais:
  • O medo do fracasso ou estar despreparado
  • Medo da incerteza
  • Medo de ser inadequado ou ser rejeitado
Os dois medos principais são os da incerteza e "não ser bom o suficiente", e na minha experiência, ambos são a mesma coisa. Temos medo do futuro incerto (e situações incertas) porque nós não pensamos que somos bons o suficiente para lidar com o que pode sair do caos, uma consequência negativa digamos.
Estes dois medos (de incerteza e inadequação) afetam nossas vidas de tantas maneiras, e ainda assim raramente os enfrentamos. Não quero sentir esses medos, então corremos, fugimos. Buscamos distrações. Ficamos ocupados em vez de enfrenta-los. Encontramos conforto em alimentos, fumo, álcool, redes sociais e TV.
No final, correr não funciona, só piora as coisas.
Há uma alternativa: o Caminho da Coragem .

Três chaves para o desenvolvimento Destemido!

O que seria de nossas vidas se alguns medos não estivessem nos segurando?
Nós poderíamos encontrar a liberdade e a alegria que está presente a cada momento.
Poderíamos ser capazes de viver, finalmente, a vida que sempre quisemos viver.
Então, como vamos trilhar este caminho de Coragem? Como ser destemido? 
Vou citar três práticas para trabalhar:
  1. Enfrentando o medo conscientemente . A verdade é, raramente nos permitimos sentir nossos medos. Nós fugimos deles, fingimos que eles não estão lá, buscamos distrações chicotear a frustração em outros, tentando encontrar o controle. Mas nem sequer admitimos que temos estes receios, na maioria das vezes, muito menos realmente permitirmos sentir-los. Assim, a prática é apenas sentir quando você percebe-se sentir qualquer medo, e veja se você pode ficar com ele por algum tempo. Não fique com a história, (que possivelmente causou o medo), em sua cabeça, mas sim como ele se expressa em seu corpo. Veja que é estressante ou dolorosa ou desconfortável. Observe a sensação física particular deste medo, desta vez. Ver se ela muda. Veja o que você pode aprender sobre isso.Veja se você pode ser compassivo com isso.
  2. Vendo a sua bondade subjacente . Enquanto nos sentamos em meditação, podemos ver que este momento é realmente muito maravilhoso, pelo simples fato de você entender os gatilhos do seu medo e perceber o quanto ele é desnecessário. Nós somos parte da bondade incondicional de cada momento, e se ficarmos concentrados, podemos começar a sentir isso. Há bondade em nossos corações, o tempo todo, se nos permitimos sentir. Existe a possibilidade de apreciar e admirar, sentir e amar, estar presente e ser grato. Comece a apreciar isso, e você vai começar a desenvolver a confiança que faltava, que você vai ficar bem, mesmo na incerteza, mesmo se você estiver sendo julgado, mesmo se você se colocar lá fora, com vulnerabilidade, você vai sentir-se seguro. 
  3. Abraçando a alegria de improcedência . Do meu ponto de vista, a incerteza é assustadora porque não gosto da sensação de não ter um terreno estável sob meus pés, você já se sentiu assim? Queremos segurança, controle de estabilidade, permanência ... mas a vida é cheia de incertezas, impermanência, tremores, caos. Isto faz com que o medo aflore. Mas em vez disso, podemos começar a abraçar esta incerteza, ver a beleza na impermanência, consulte a positividade da falta de fundamento. Essa incerteza significa que não sabemos o que vai acontecer, o que significa que pode ser surpreendido por cada momento! Podemos ser preenchido com curiosidade sobre o que vai surgir. Nós podemos nos reinventar a cada momento, porque nada está definido, nada é determinado. Há alegria nesta falta de fundamento, abrace, de repente pode um amor, o bom trabalho, uma boa aquisição, um bom momento. Tive o prazer de ter essa alegria no amor, vencendo a incerteza e possíveis medos. Encontrei alguém que hoje me completa e soma na minha vida. Assim como eu venci a incerteza, ela também venceu. Hoje vivo um ótimo relacionamento, porém esse é um assunto para outro texto!
Sei que não é fácil, estas dicas não são práticas fáceis. Mas você pode praticar aos poucos agora, e reserve alguns minutos cada manhã para praticar. Você vai ver a sua confiança surgir, seus medos se dissipar um pouco, a sua capacidade de apreciar cada momento crescendo.
O Caminho da Coragem não é impossível, porém merece uma atenção plena. Já dizia Augusto Cury, "Não há céu sem tempestades, nem caminhos sem acidentes. Não tenha medo da vida, tenha medo de não vivê-la intensamente."

Nenhum comentário:

Postar um comentário